Procure um Médico

Estrias, O que é?

28 de abril de 2017

Estrias são linhas vermelhas ou esbranquiçadas que surgem na pele.

Atualmente as estrias podem ser prevenidas com alguns cuidados básicos e tratadas com lasers, subcisão, microagulhamento entre outros, com eficiência e resultados muito satisfatórios.

Como são?

As estrias se apresentam na pele como minicicatrizes avermelhadas que, com o passar do tempo, vão adquirindo uma coloração esbranquiçada.

As estrias geralmente ocorrem nas mamas, quadris, culotes, coxas e bumbum, mas outras áreas também podem ser afetadas.

Por que aparecem?

As células que sustentam a camada intermediária da pele (formadas por colágeno e elastina) se rompem. Por fora, a pele se esgarça e os capilares se rompem, surgindo inicialmente linhas rosadas e mais tarde esbranquiçadas, mais finas e atrofiadas. A estria é a cicatriz desse acidente.
Cerca de um a dois anos depois, as estrias atingem sua fase “madura” e ganham uma coloração branca.

Quando surgem?

Na idade adulta em homens e mulheres ou durante a adolescência. Nas mulheres as estrias são bem comuns no transcorrer da gestação.

O que fazer?

O grande segredo para manter as estrias, bem longe, está na prevenção. E não é difícil:
– Evite o  sobrepeso;
– Beba dois litros de água por dia;
– Depois do banho, use cremes ricos em emolientes à base de colágeno, elastina, lipossomas, alfa-hidroxi-ácidos, uréia, lactato de amônia e óleos vegetais (para descobrir se o creme tem estas substâncias, veja a composição na embalagem);
– Use sempre bloqueadores solares para tomar sol;
– Evite oscilações bruscas de peso;
– Não engorde mais do que o peso do bebê na gravidez.
– Evite roupas apertadas e o fumo que prejudicam a circulação e a oxigenação das células;
– Pratique atividades físicas com moderação e use sempre sutiã adequado para ajudar na sustentação dos seios;
– Consuma alimentos ricos em vitamina C, importante na produção de colágeno: acerola, caju, amora, laranja, abacaxi, morango, kiwi e tomate.
– Tenha uma dieta rica em proteínas;
– Ao desconfiar de alterações hormonais, procure um especialista

Entre as principais causas das estrias estão:

Hereditariedade: Não existe um gene que cause estrias, mas a qualidade e a resistência da pele é, sem dúvida, herdada geneticamente. Ou seja, se sua mãe ou avó tiveram estrias, é bem possível que também terá.

Alterações hormonais: O aumento da produção de hormônios na adolescência, na gravidez, nos estados de obesidade, no uso de determinadas medicações e durante doenças das supra-renais, altera a estrutura normal da pele, fragilizando as fibras de colágeno e elásticas, facilitando o rompimento da pele, formando as estrias.

Gravidez: Associam-se aqui as alterações hormonais referidas acima ao fator físico do estiramento da pele. Normalmente as estrias aparecem após o sexto mês de gravidez .

Alterações de peso: Quando se engorda excessivamente, a pele sofre tanto pela ação hormonal do processo de obesidade quanto pelo estiramento, de forma semelhante como ocorre na gravidez. Muitas vezes as estrias da gravidez não ocorrem devido aos hormônios, mas sim, a um aumento excessivo de peso neste período.

Corticoides: Injeções, medicamentos, cremes e pomadas a base de corticoide aumentam a retenção de líquidos, provocando inchaço e diminuição da elasticidade e espessura da pele.

Musculação: O excesso de peso e o aumento da massa muscular na musculação favorecem o rompimento das fibras de sustentação e o estiramento da pele.

Tratamentos

Existem técnicas que podem suavizar as estrias. Os recursos atuais levam em conta a capacidade de regeneração da pele.

EM CASA

Cremes
O paciente pode usar diariamente um creme com substâncias ativas no fortalecimento e preparo da pele para combinar os tratamentos com lasers e medicamentos orais.

Filtro solar

É imprescindível o uso de filtro solar (FPS 30) durante o tratamento para proteger a pele do sol e evitar reações com os produtos utilizados. Saiba também que quanto mais bronzeada a pele, mais evidente ficam as estrias. Exposições solares devem ser evitadas durante o tratamento

NA CLÍNICA

UltraPulse Active FX (Laser Fracionado de CO2)

Fraxel (Laser fracionada de Erbium)

Cnergy (Dye e Nd: Yag Laser)

Thermage (Radiofrequência)

Starlux 500  (luz Intensa Pulsada):

Microdermoabrasão

Subcisão

Peeling de ácido retinóico

Mitos e verdades

Estrias  têm cura?

Sim –  Até a alguns  anos atrás, os resultados eram pobres, mas atualmente com as tecnologias disponíveis elas já são tratadas com sucesso.

Perguntas e respostas

Qual é a diferença entre uma estria vermelha e uma branca?
A idade. A estria vermelha é mais recente e tem essa cor porque, não só as fibras colágenas foram rompidas mas a microcirculação também. Enquanto às brancas,  já existe um processo cicatricial definido.

Por que algumas são verticais e outras horizontais?

É que as estrias aparecem no sentido perpendicular à distensão. Se a pele estica para os lados (no caso do quadril, por exemplo), as estrias surgem na vertical. Se a pele estica de baixo pra cima (no sentido do crescimento das coxas, por exemplo), ela fica na horizontal.

Por que os homens têm menos estrias?
Primeiro, porque o corpo deles não sofre uma transformação tão radical na adolescência. Depois, porque os hormônios femininos enfraquecem as fibras de colágeno.

Qual é a hora certa de tratar?
Assim que elas surgem.

Sol ajuda a disfarçar?
Não, ao contrário. O sol deixa as estrias brancas ainda mais evidentes. Isso porque elas têm menos melanócitos (as células responsáveis pela formação do pigmento) e, portanto, se bronzeiam menos do que o resto da sua pele.

 

Posted in Blog by admin | Tags: ,