Procure um Médico

O Envelhecimento Facial

envelhecimento facialO fator ambiental que causa o envelhecimento facial é a radiação solar

O envelhecimento facial assim como o envelhecimento em geral é um fenômeno multifatorial caracterizado pela diminuição da habilidade dos sistemas orgânicos em geral em responder ao estresse endógeno ou exógeno, seja ele exercido por meio de agentes químicos, físicos ou biológicos. Todos os tecidos passam por alterações com o envelhecimento, porém, na pele da face, essas alterações são mais facilmente reconhecidas. Atrofia, enrugamento, ptose e lassidão representam os sinais mais aparentes de uma pele senil.

O envelhecimento ocorre de forma gradual e pode ser intrínseco – decorrente de fatores inerentes à passagem do tempo ou hereditários, ou extrínseco – decorrente da exposição do indivíduo a fatores externos que precipitam a degradação celular como a radiação solar.

O envelhecimento intrínseco é decorrente das alterações celulares naturais causadas pela passagem do tempo. Fatores hereditários como o tipo e a cor da pele também fazem parte do envelhecimento intrínseco.

Com o passar dos anos, inicia-se um processo de perda de água pela pele e as fibras de colágeno tendem a diminuir pela redução do número de fibroblastos na derme. Com isso a pele tende a se tornar progressivamente enrugada e mais delgada. Progressivamente, após os trinta anos, a pele da face torna-se mais flácida e começa a ocorrer o aprofundamento do sulco nasolabial. A formação de uma saculação na região lateral da mandíbula também é notada.

Após os quarenta anos, a epiderme se torna mais frouxa, e as rugas e sulcos começam a surgir, perpendiculares às linhas de ação muscular. Após os cinquenta anos, o canto dos lábios começa a cair e também a ponta do nariz. Existe uma sensação de sobra de pele na face. A flacidez das pálpebras reduz a abertura do olho.

O envelhecimento extrínseco é decorrente da exposição do indivíduo a fatores que precipitam a degeneração celular. Esses fatores podem ser ambientais, químicos ou físicos.

O principal fator ambiental que causa o envelhecimento da pele é a radiação solar ultravioleta (foto envelhecimento). Este tipo de envelhecimento, ao contrário do envelhecimento intrínseco, que está relacionado à passagem do tempo, depende do grau de exposição ao sol e da pigmentação da pele de cada indivíduo.

Outros fatores como o tabagismo, a exposição à poluição ambiental, o uso abusivo de álcool e drogas, alimentação desequilibrada e stress, também podem desencadear o surgimento precoce de rugas, alterações de pigmentação, atrofia, perda do suporte dérmico, telangiectasias e lesões pré e cancerosas cutâneas.

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.