Procure um Médico

Proteja seus cabelos no verão

28 de abril de 2017

Com o verão vem aquela vontade de se jogar na praia ou na piscina. Mas como aproveitar tudo isso sem prejudicar os cabelos? Saiba como cuidar dos cabelos e protegê-los da ação do sol, da água do mar, da piscina e do calor.

1 – Por que os fios submetidos ao sol, água e areia ficam ressecados e espigados?

Nestas condições, as escamas da superfície do fio (cutícula) ficam abertas e as pontas bifurcadas. Isto ocorre pelo ressecamento e dano desta superfície e na estrutura do fio, provocada pela ação do sol, sal e poluentes da água do mar, produtos químicos usados na conservação da água das piscinas e uso continuo de elásticos e presilhas com cabelos molhados.

2 – Qual tipo de água prejudica mais os cabelos: a do mar ou da piscina? Por quê alguns cabelos ficam esverdeados?

Cada uma delas traz danos aos cabelos de maneira diferente. No caso da água do mar,os raios ultravioletas reagem com o sal dando início a um processo de decomposição da camada protetora dos fios e pigmentos dos cabelos. Isso fará com que eles fiquem ásperos, quebradiços e desbotados, além de prejudicar a elasticidade dos fios e enfraquecer sua raiz. Resultado: perda da beleza e queda dos fios. Com a água da piscina os cabelos ficam duros e difíceis de pentear. Além disso, o cobre da água clorada, reage com a água oxigenada d

28 de abril de 2017

Na maioria das vezes, dá pra voltar a bater o cabelão. Ainda bem!

Nada mais aflitivo do que olhar pra escova ou pro pente e ver aquele tufo enorme de fios em queda livre… Mas, afinal, quando é necessário se preocupar de fato com a queda de cabelo? A Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar afirma que 25% das brasileiras entre 35 e 40 anos e 50% daquelas com mais de 40 anos sofrem com o problema. Sim, os dados são aterrorizantes mas, calma lá! Antes de entrar em desespero, saiba que cada caso é um caso. “Existem as quedas genéticas, as sem causa definida (eflúvio telogênico ou telogeno) e as endócrinas ou metabólicas (tireoide, doenças crônicas)”, afirma o dermatologista Murilo Drummond, da Clínica Murilo Drummond (RJ). Para todas as causas, há cuidados específicos. Portanto, diagnosticar é o passo prioritário antes de começar a cuidar. A rotina da queda Você acorda, levanta e percebe muitos fios no travesseiro. Vai pro banho e o ralo parece um ninho de passarinho, e o mesmo vale para sua escova. Quando sai na rua, tem sempre uma amiga tirando um fio caído na sua blusa. Em média, caem cerca de 80 fios por dia dos 150 mil que temos n

Posted in Blog by admin | Tags: , ,
28 de abril de 2017

SAÚDE E BEM-ESTAR

Existe uma relação direta entre a alimentação e a saúde dos cabelos. É por essa razão que muitas pessoas investem em cosméticos, mas não conseguem ter um cabelo saudável. Muitas pessoas pensam que, para ter um cabelo bonito, bastar usar um bom shampoo e condicionador. Entretanto, a saúde do cabelo vai muito além do produto que você usa, estando relacionada também com a nossa alimentação.

→ Crescimento do cabelo

Como todos sabem, mais de 80% do cabelo é formado por uma proteína denominada de queratina. Assim sendo, uma alimentação pobre em proteínas pode dificultar o crescimento do cabelo. Recomenda-se, portanto, o consumo de carnes magras, leite, grãos, cereais, ovos e feijão. Outro importante nutriente é o zinco, que ajuda no crescimento dos fios e sua deficiência pode fazer com que os cabelos fiquem finos, quebradiços e sem brilho. Alimentar-se de sementes, amendoim e castanhas, por exemplo, pode ajudar na manutenção de nosso cabelo. Vale frisar que alimentos ricos em ferro, como fígado e gema de ovo, auxiliam também no crescimento dos fios.

→ Queda de cabelo

A queda de cabelo está relacionada com vários fatores, como estresse e a realização de dietas restritivas

9 de dezembro de 2016

Na maioria das vezes, dá pra voltar a bater o cabelão. Ainda bem!

 

Nada mais aflitivo do que olhar pra escova ou pro pente e ver aquele tufo enorme de fios em queda livre… Mas, afinal, quando é necessário se preocupar de fato com a queda de cabelo? A Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar afirma que 25% das brasileiras entre 35 e 40 anos e 50% daquelas com mais de 40 anos sofrem com o problema. Sim, os dados são aterrorizantes mas, calma lá! Antes de entrar em desespero, saiba que cada caso é um caso.

“Existem as quedas genéticas, as sem causa definida (eflúvio telogênico ou telogeno) e as endócrinas ou metabólicas (tireoide, doenças crônicas)”. Para todas as causas, há cuidados específicos. Portanto, diagnosticar é o passo prioritário antes de começar a cuidar.

A rotina da queda

Você acorda, levanta e percebe muitos fios no travesseiro. Vai pro banho e o ralo parece um ninho de passarinho, e o mesmo vale para sua escova. Quando sai na rua, tem sempre uma amiga tirando um fio caído na sua blusa. Em média

Posted in Blog by admin | Tags: , ,